Hora de Mudar

Amor ou Paixão?

Amor ou Paixão?

Amor ou Paixão?

 

O que é amor?

O que é paixão?

Apesar dos dois temas serem amplamente discutido a grande maioria das pessoas ainda têm uma grande dificuldade em entender o que é amor e o que é paixão. Há uma grande confusão sobre o que é amor e paixão.

Todos nós conhecemos casais que vivem todo em conflito, brigas, disputas e falta de respeito, porém se perguntarmos a muitos deles o que sentem um pelo outro irão afirmar que se amam.

Não é.

É paixão.

Paixão é um sentimento muito forte que tira o equilíbrio da pessoa, que a faz cometer loucuras, mudando o seu comportamento de forma drástica, sem que meça as consequências de seus atos.

Paixão é sentimento vivo, inebriante e enlouquecedor, e a grande maioria das pessoas gostam dessa sensação, pois se sentem vivas, vibrantes e seduzidas.

Mas o amor, ahhh… o amor, esse é mais tranquilo, transmite um sentimento de segurança, de tranquilidade, é um relacionamento com respeito, lealdade e cumplicidade, algo difícil de encontrar nos dias de hoje, porém possível.

Por que as pessoas se permitem viver um relacionamento que não é de amor e sim de dependência da outra pessoa, de submissão e controle? É esse sentimento que a paixão provoca e cega.

Dependência do outro  para ser feliz

Dependência do outro para ser feliz

O que leva uma pessoa a se deixar enveredar pela sedução ou até mentiras do outro? Por que é tão difícil dar conta de si mesmo sem depender de uma pessoa? Penso que não é a melhor opção quando na relação se estabelece essa dependência, em que o foco principal da felicidade é o outro.

Na maioria das vezes a pessoa não percebe com essa clareza essa dependência, ou mesmo nem presta atenção, na inocente percepção que está feliz, e abrir os olhos e admitir que o relacionamento não está bem dói demais.

Na verdade as pessoas se subestimam, não se enxergam, não acreditam no seu potencial e em sua capacidade de ter um verdadeiro relacionamento e se acostumam com um pseudo-relacionamento, onde acredita ter uma troca, mas na verdade somente um supre o outro, num relacionamento onde não há o respeito pelo outro.

Claro que isso é apenas uma parcela de relacionamentos, pois, existem sim relacionamentos saudáveis, mas a grande maioria dos relacionamentos se vêem marcados pelas situações acima citadas.

Se amar acima de tudo é um passo para um bom relacionamento, respeitar as histórias individuais, aprender a conviver com as diferenças e os fantasmas, sentir prazer de dar “colo” ao parceiro e acima de tudo entender que o parceiro deve vir para nossa vida para somar, agregar, mas nunca dividir e desfazer vínculos familiares, amizades, interesses, individualidade.

Porém, temos o livre arbítrio e cada um faz suas escolhas, pena que depois de muitas tristezas e perdas pode ser tarde para reatar alguns vínculos que são afetados de forma profunda  que  muitas vezes quando estamos numa relação que só existe a paixão, nos cega para todas as verdades.

Agora algumas diferenças entre paixão e amor, responda as perguntas para você mesmo:

 

O que mais a atrai na outra pessoa?

Paixão: um rosto bonito, um corpo bem feito, um andar atraente (só vê o exterior).

Amor: seu caráter, sua beleza interior. Não vê o rosto, o corpo, mas vê o todo da pessoa com sua autenticidade, sinceridade e beleza interior. A atração existe, mas é apenas um dos aspectos da pessoa.

 

Que características que existem na pessoa que te atraem?

Paixão: seu rosto lindo, olhos azuis, seu corpo malhado, seu andar, e muito mais características que me deixam muito, muito mais APAIXONADA.

Amor: seu caráter, suas atitudes, como trata as pessoas, seus pais e amigos, sua maneira de ser.

 

De que maneira o relacionamento está afetando sua personalidade?

Paixão: valorizo demasiadamente o parceiro a ponto de não ter mais vontade de estudar, de comer, de dormir, me dedicando completamente a ele. Não tenho mais tempo para amigas, para conversar com minha mãe … vivo sonhando, me tornei menos eficiente, não quero ver os defeitos do outro, mas vivo pensando só no “amor”.

Amor: aprendi com o parceiro todas as características boas, me tornando uma melhor amiga, filha, irmã. Um agrega no outro as boas coisas de cada um.

 

Como ficou sua relação com as outras pessoas depois do inicio do relacionamento?

Paixão: coloco o parceiro em 1º. Lugar, esquecendo amigos, família, emprego. A paixão nos tira da realidade, fazendo nos sonhar com fatos que não reais.

Amor: o parceiro é a pessoa mais importante da minha vida mas meu relacionamento com familiares e amigos continua o mesmo. O amor não é egoísta.

 

Como os outros vêem seu relacionamento?

Paixão: me dizem que estou cega, demasiadamente apaixonada, não sabem quanto é maravilhoso e não quero conselho de ninguém. Minha família é contra, mas sou eu que decido minha vida.

Amor: todos aprovam e nos chamam de casal 20.

 

E quando ele teve que viajar e ficou longe por algum tempo o que aconteceu com seu relacionamento?

Paixão: a chama aos poucos foi se apagando. A distância é muito importante para saber que o que sente pelo seu parceiro é paixão ou amor.

Amor: o relacionamento continuou firme e só aumentou. A distância é realmente a “prova de fogo”, pois se mesmo longe um sente falta do outro, da voz, da conversa,  da presença … então é amor.

 

 

agora por fim uma comparação encontrada na internet:

Amor ou Paixão?

Amor ou Paixão?

 

LEIAM TAMBÉM NESTE BLOG: AMOR OU PAIXÃO?      (SÓ QUANDO FUI ATUALIZAR A LISTA DE POST PUBLICADOS É QUE VI QUE EXATAMENTE HÁ DOIS ANOS ATRÁS TINHA FEITO UM TEXTO SOBRE O MESMO TEMA E COM O MESMO TÍTULO)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × três =