Hora de Mudar

ANDIAMO A PRENDERE UN GELATO?

ANDIAMO A PRENDERE UN GELATO?

  GEPETO

ANDIAMO A PRENDERE UN GELATO?

— Olha o Gelato!!!! Olha o sorverte!!!!

 

Era assim que o vendedor de sorvete na época, Sr. Giuseppe, com seu carrinho montado com rodas de bicicleta chamava a molecada para o sonho dos sabores numa tarde de verão.

 

Como Sr. Giuseppe parecia-se muito com Gepeto, pai do Pinóquio, aquilo nos enchia de sonhos e fantasias. Como o chamávamos de Gepeto vivia nos contando histórias.

 

Assim sorvete para mim sempre representou o querer viver, os sonhos, as fantasias, o prazer. O prazer de saborear um sorvete me remete as histórias contadas pelo meu Gepeto, que falava de uma terra distante (Itália), de guerras, mortes, separação de entes queridos e depois um recomeçar numa nova Pátria (Brasil).

 

Ele com certeza foi um dos que me ensinaram, sem saber, que temos que acreditar sempre e que nada é impossível quando nos dedicamos e temos determinação para alcançar nossos objetivos.

 

Um dia Gepeto sumiu só voltando 2 semanas depois. Todos sentimos muito sua falta, dos sorvetes e de suas histórias.

 

Quando apareceu nos contou que tinha casado e saído de Lua de Mel. Para nós aquilo era estranho pois ele já tinha cabelos brancos e um dos moleques indagou a ele com quem tinha casado.

 

Para nosso espanto ainda maior era exatamente com a garota mais linda da redondeza. Cobiçada por todos que não dava bola para ninguém. Era uma Princesa, uma verdadeira Deusa.

 

Ficamos todos de boca aberta e ele vendo nosso espanto nos disse:

— AMOR NÃO TEM IDADE, RAÇA, CRENÇA, COR OU MESMO DISTÂNCIA. Ainda vão aprender que, o que une as pessoas são identificações de sonhos.

 

— Sonhos?

 

— Sim, sou um mercador de sonhos e a Princesa sabe disso. Ela consegue enxergar o que outros não conseguem. E eu em troca dou a ela um Amor Maduro.

 

— Amor maduro?  Perguntamos.

 

— Sim, Amor Maduro que é a valorização do melhor do outro. Vejo nela qualidades que ninguém vê. O Amor Maduro não pede nada, tem. Ele não exige, dá. Não pergunta, advinha. Enfim existe para ser feliz. Só teme o que cansa, machuca ou desgasta.

 

Não podemos fazer da vida um delicioso sorvete de palito, derretendo fora da geladeira. Somente entre uma lambida e outra é que podemos apreciar o sabor, e não deixar que ele se esvaia com o derreter.

 

Não deixe seu sorvete pingar no chão! Sorvete faz bem para a alma e a minha já está bastante boa. Gosto de um Gelato.

 

— QUER UM GELATO?????> ANDIAMO A PRENDERE UN GELATO?

 

 — Olha o Gelato!!!!!!  Olha o Gelato!!!!!

 foto-0052

 

 

18 thoughts on “ANDIAMO A PRENDERE UN GELATO?

  1. Gisele

    Não sei o significado do amor, mas concordo com o texto, quando o autor diz que amor não tem idade, aparência, raça etc. Mais importante do que tudo isso é encontrar um amor e por ele ser correspondido.

  2. Just Me***

    É …esse sorvete estava realmente delicioso!!!
    Para quem ficou com vontade é so ir na gelateria Parmalat e pedir Affogato de morango…É uma deliciaaaaaaaa!!!

  3. Deusa

    Eu preciso de un gelato….autor você poderia me dizer onde comprou este gelato parece ser muito saboroso.
    kkkkkkkkkkkkkkk
    🙂

  4. Silvania

    Vivo um amor maduro há dois anos. Ele tem 29 anos a mais que eu. No ínicio, ainda na fase de amizade, não considerava a possibilidade de haver nada entre nós, só que me peguei algumas vezes pensando nao assunto. Comecei a prestar atenção e vi que ele só me dava e nada pedia em troca a não ser minha atenção. De repente me vi apaixonada e no dia que não falava comigo faltava algo. Vencemos muitos preconceitos (até os meus) e hoje sei que sou amada. Encontrei esse site procurando assuntos sobre Amor Maduro e me identifiquei com o lindo texto. Assino embaixo.

  5. Alessandra

    Para o amor não existe idade, existe cumplicidade, lealdade, conquista e prazer. Saber encontrar o amor onde muitos não conseguem enxergar é a verdadeira fonte da Juventude eterna. Adorei a história.

  6. Juscelia

    Um amor maduro não se compra,se conquista, se constrói com o tempo por isso é chamado de maduro,me identifiquei muito com “andiamo a prendere un gelato”,pois tenho um amor maduro em minha vida!!!Parabéns autor!!!

  7. Fernanda

    Adorei os textos e aproveitando:

    “A verdadeira viagem da descoberta não consiste em procurar novas paisagens, mas em possuir novos olhos.”

    Marcel Proust

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + 4 =