Hora de Mudar

Como discutir a relação sem traumas (Para elas)

Como discutir a relação sem traumas (Para elas)

 ♥

Se o objetivo da mulher ao discutir a relação é encontrar formas de melhorar e aumentar o entendimento entre o casal, antes de ficar falando que o homem sempre desconversa na hora de passar a limpo o relacionamento, ela tem que aprender novas formas de como fazê-lo.

Consultando aqui e ali, ouvindo muitos homens abaixo segue algumas ponderações.

Nunca chame o companheiro para discutir a relação. Transformar esse tipo de conversa num momento especial é sempre perigoso, pois amedronta o companheiro, que com certeza acionará suas defesas de imediato para se proteger da ameaça de ser culpado de alguma coisa, que na maioria das vezes nem se deu conta.

Como fazer então? Empurrar o problema com a barriga para depois, colocar debaixo do tapete? Não, as mulheres têm que aprender novas formas de abordar seus companheiros.

Porque ir deixando se acumularem os problemas? É sempre mais fácil, e o ideal, resolver um problema de cada vez, sempre que ele surgir. Seja paciente, tente compreender a visão do companheiro, pergunte e desfaça mal entendidos e nem pense em reagir com indignação por qualquer coisa. 

Veja que nem sempre as palavras ajudam seu modo de agir e o silêncio pode resultar em melhores resultados. Em vez de reclamar mil vezes do mesmo assunto, não fale nada quando a situação estiver tensa. 

Experimente. O seu companheiro logo vai sentir falta da sua intervenção, e a conversa vai acontecer de uma forma mais tranqüila e ele estará pronto e desarmado para ouvi-la. 

Sei que a mulher não costuma sentir desejo se está magoada e sua recusa é um modo de expressar seu desconforto. Porém, o sexo pode ser um bom recurso, pois a intimidade proporcionada neste mágico momento normalmente ajuda a resolver questões sem mais complicações.

Alguns temas são mais complicados que outros. Quando for falar de família tome cuidado porque pode irritar ou ferir. Se ele estiver passando por um problema profissional ou financeiro, não pressione, pois ele vai se sentir humilhado, justamente quando precisa de apoio e motivação.

Porém, se essa situação se cristaliza e você se sente carregando o outro nas costas será necessário tomar uma atitude – nem tudo se resolve só com um papo.

Nada pior para o homem quando o dialogo vira cobrança. É horrível quando em vez de solicitar o que deseja alguém acusa o outro que deve. Homens e mulheres cobram muito e sempre acham que não devem nada. 

A diferença é que as mulheres expressam isso, já os homens apesar de também terem grandes expectativas em relação à companheira evitam comentar o assunto. Por causa disso a mulher sempre é a que levanta os problemas e depois se ressente dessa posição, pois fica parecendo que os dilemas são dela e não do casal. 

Os homens desde criança aprendem que devem guardar para si as emoções, não devem chorar na frente de ninguém, etc., já as meninas ao contrário são incentivadas a revelar suas emoções e com isso desenvolvem muitas habilidades nesse campo. 

Estudam revelaram que o cérebro da mulher percebe e se lembra com mais facilidade as emoções. As mulheres podem usar até 8.000 palavras por dia e os homens ficam nas 4.000. O homem se abala todo quando é alvo de críticas, pois seu organismo produz cortisol que é o hormônio do stress. 

Nunca aborde temas delicados quando os dois estão cansados, na frente de estranhos, num shopping ou na fila do supermercado e muito menos se estão saindo para uma festa se não quiser que o assunto fique pela metade e ainda estragar a noite. 

Claro que não estou dizendo que as mulheres devem engolir todos os sapos, acumulando mágoas, estou tentando dizer que as mulheres têm que desenvolver o senso de oportunidade para tratar delas.

Se não tem jeito e o confronto é inevitável, é importante que cada um perceba o lugar que quer ocupar na discussão. Nunca se coloque no papel de vítima, provocando a culpa ou até a pena do parceiro, porque isso não funciona e ainda corre o risco de perder a admiração do companheiro. 

Também ficar assumindo o papel de pessoa fria, desumana também não é bom. Pode até conseguir que seu parceiro faça o que você quer, mas a que preço? O respeito será destruído e cabe aos dois não deixar a conversar afundar. 

Agora, quando ele atender um pedido seu evite dar alfinetas irônicas. Nada de “até que enfim”, “ufa, aprendeu é?”, “bem que te avisei”, etc., use a técnica do reforço positivo, demonstre o prazer que sentiu, chame-o para fazer algo interessante, faça-o perceber o prazer que sente em ficar ao lado dele. Assim ele vai querer fazer outras vezes. 

Agora algumas dicas do que nunca diga a um homem durante uma discussão de relação: 

“Você está me escutando”,

“A culpada é sua mãe” (em nenhuma hipótese),

“Eu não te falei que era melhor perguntar” (quando ele erra o caminho e não quer admitir),

“Isso acontece” (. . .),

“Posso mudar de canal um pouquinho?” (quando ele está assistindo um jogo de futebol ou uma corrida),

 “Não, não foi assim” (quando ele está contando uma história para os amigos),

 “Você está com ciúme?” (quando ele estiver com ciúme),

 “Eu te avisei” (quando alguma coisa que ele faz dá errada). 

Sorria que você está sendo filmada . . . rs

4 thoughts on “Como discutir a relação sem traumas (Para elas)

  1. Rodrigo

    Sem palavras!!!!! As conversas, embora não devam ter hora marcada, em hipótese alguma deve acontecer nos horários em que nós, homens, estamos empenhados em algo que gostamos. Para entender é claro e requer o mínimo de empatia. Imagine a situação inversa, ou seja, iniciamos um assunto no exato momento em que elas estão assistindo os capítulos finais da novela ou até mesmo qualquer outro programa interativo, que a interesse, é claro.
    De qualquer forma e acima de tudo, inúmeras são as coisas que devem ser relevadas. Talvez este, além do amor recíproco e muitos outros, é um dos principais segredos para uma relação dar certo.
    Abraços.

  2. Vera

    Rs, muito bom!
    Com bons exemplos você descreveu o cenário real de uma relação a dois!
    É, cada vez me convenço mais que homens e mulheres são mesmo diferentes uns dos outros, na maneira de falar e de se expressar, massssss, graças a Deus, existe o amor, e com ele, tudo fica fácil, até entendermos uns aos outros. Ufaaaaa, ainda bem! rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + quatro =