Hora de Mudar

Como discutir a relação sem traumas (Para eles)

Como discutir a relação sem traumas (Para eles)

 

Dizem que toda mulher gosta de discutir a relação e que nós homens ainda não aprendemos como fazê-lo. Circula livremente várias teorias de como discutir a relação com uma mulher e acabei compilando algumas.

Seguindo esses passos, acreditem, milagres acontecerão e você vai supreender, ficará maravilhado e sua amada mais apaixonada ainda.

Sei sim que não é fácil, mas não custa tentar.

Então vamos para lá:

Você nunca deve interromper quando ela fala e tem que olhar nos olhos, prestar muita atenção de modo solidário. Ouça-a sem ficar pensando no que vai falar em seguida. Entenda que o mais importante é você ouvir. O contato dos olhos é importante, desligue a TV, nunca pegue um jornal ou revista para ler nesse momento e, por favor, saia do computador.  A prioridade total é ouvi-la. 

Não se precipite, não tire conclusões, não julgue e nem se sinta na obrigação de achar a saída certa ou errada porque isso pode tampar seus ouvidos. Mantenha sua mente aberta o mundo feminino tem outra visão das coisas e pode te surpreender. Nunca dê respostas sem pensar, principalmente respostas emocionais.  

É preciso que sua companheira perceba que a compreendeu. Repita o que ela falou dando um feedback. Não deixe que ela pergunte: “está ouvindo?  Tá então o que eu falei?”.  

Confesse que gosta de ouvi-la falar, que a compreende, mas tem algo que talvez não tenha entendido direito o sentido que ela quis dizer. É importante deixar a porta aberta para ela explicar algo a mais, detalhar.

Nunca se ache o dono da verdade, porque não é, nem caia na besteira de tentar ler a mente dela, julgar suas palavras, mudar o que ela acabou de dizer, brigar, gritar, mudar de assunto, ficar na defensiva ou botar pano quente. Saía fora dos padrões estabelecidos, porque certamente ela deve estar certa na maioria das colocações.

É importante também prestar atenção a linguagem corporal e sinais tanto dela como os seus. Perceba se ela mexe no cabelo, o tom de voz, se está tremendo, de como você cruza as pernas e braços, mexe a cabeça fazendo sim, e não se esqueça olhar nos olhos.

Sempre que não entender algo pergunte. Ficaram dúvidas? Indague se o que entendeu está correto. Mas não se desvie, sempre mantenha o foco nos principais pontos que sua companheira estiver falando. 

Respeito é bom e ela merece. Sempre respeite o ponto de vista dela mesmo que você não concorde com o que ela está dizendo.  

Lembre-se que homens e mulheres geralmente se comunicam de modo diferente. Se você souber e entender essa diferença poderá mais facilmente ouvir. Nós homens normalmente queremos resolver o problema ou dar alguma informação. Somos mais preocupados com certos detalhes que as mulheres.  

As mulheres ao contrário tendem a falar para se comunicar com alguém ou pedir informação. Elas normalmente gostam mais de falar de relacionamento que os homens sem que necessariamente exista algum problema sério.  

E para arrematar: Nunca aconselhe a menos que ela peça. “Se conselho fosse bom… “

Agora um exercício, no lugar da companheira coloque o cliente e veja como fica. O bom vendedor é aquele que sabe ouvir. Que olha para o comprador nos olhos o tempo todo, analise a linguagem corporal dele, foque no que ele está querendo, respeite a opinião dele e vai se surpreender quando receber o pedido.  

Fácil não é? Sei que não é, mas o que custa tentar?  Custa?

3 thoughts on “Como discutir a relação sem traumas (Para eles)

  1. Vera

    É este texto se aplica a várias situações de nossas vidas, porque nunca estamos preparados para ouvir; é natural que o ser humano sempre se coloque na defensiva e para isso acabamos “tagarelando” como se pudéssemos antecipar os pensamentos alheios. Saber ouvir é uma dádiva, diria que quase um dom e para aqueles que têm dificuldade em fazê-lo, só resta um caminho treinar. Esta atitude, no mínimo dará mais “vida útil” aos nossos relacionamentos e com certeza aprenderemos um pouco mais sobre o outro! Então porque não começar agora???

  2. Fernanda

    Adorei este texto também!!! Custa sim, mas é um preço que vale pagar… acredito que isso seja o maior investimento! Precioso! E funciona, viu?!! Você sabe…
    😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + catorze =