Hora de Mudar

Fantasia, Sonho ou Realidade?

Fantasia, Sonho ou Realidade?

 

liberdade

 “Pode-se tomar por companheira a fantasia, mas se deve ter como guia a razão”. (Samuel Johnson) 

 

 

A possibilidade de realizar um sonho é o que faz que a vida seja interessante”. (Paulo Coelho)

 

 

“A invenção, o imaginário e a memória são uma coisa só. Não se pode separar a memória da invenção, a fantasia da realidade.” (Lygia Fagundes Telles)

 

 

Ninguém e nenhum objeto são mais importantes que o seu bem-estar, descobrir isso dói muito, demora para aceitarmos e infelizmente, a grande maioria das pessoas precisa passar por experiências dolorosas antes de perceber a sua responsabilidade com seu modo de vida.

Acreditamos e perdemos muito tempo colocando a nossa felicidade nas mãos de terceiros; seja no amor, na realização profissional e até na família. Criamos muitas fantasias, e fantasias são diferentes de sonhos.

O sonho nos impulsiona, nos empurra para frente, nos dá energia para lutar por objetivos enquanto as fantasias são frutos de nossa carência emocional e normalmente são desejos que passam rapidamente.

Será que o seu desejo de hoje, aquilo que anda fazendo você sofrer, não é apenas uma fantasia? Será que você não se esqueceu da pessoa mais importante na sua vida – você mesmo – e está maltratando seu coração, sua saúde e seu lado espiritual com idéias e conceitos que só trazem sofrimento?

Cuide-se! Não permita que magoem você, que merece mais, muito mais.

Claro, eu sei, não é fácil.  Normalmente guardamos para nós mesmo a maioria dos sonhos que acalentamos e poucos aqueles que realmente confessamos. Os que realizamos então…

Por quê? Pela nossa insegurança, medo, pavor mesmo de expressar algo e ter como resposta:

– Imagina! Impossível! Não vai acontecer nunca! Que ridículo! Cuidado para não virar pesadelo! Vai se machucar! Quem algum dia já não ouviu isso?

Sempre tem alguém para nos desenganar, destruir nossa auto-estima e mesmo dentro de nós tem aquela “vozinha” dizendo:

– Você não vai conseguir… Você não é capaz…Deixa para lá…

É o medo de cair, de falhar, de errar, mas ninguém aprender a andar sem levar muitos tombos.

Temos que ter bem claro que é sempre saudável a mistura de fantasia, sonho e realidade dentro de nós.  A fantasia e o sonho devem sempre estar presentes, mas não podemos perder a realidade de vista e temos que ter a habilidade de transitar entre eles sem maiores pesares ou sofrimentos.

O perigo é que algumas vezes entramos tanto em nossas fantasias seduzidos por tudo aquilo que sonhamos que a volta à realidade é incrivelmente penosa, que parece muitas vezes incompleta, árida, sem graça, e uma viagem dentro de nossas fantasias pode completar e dar um gostinho especial a tudo o que fazemos na vida real.

Manter o equilíbrio não é fácil, mas é importante para podermos nos perder em algumas fantasias sem deixar de mantermos viva a nossa realidade do dia a dia e por mais que fiquemos desejosos e excitados com uma idéia fantasiosa, isso não significa que tenhamos que colocar em prática todas as nossas fantasias.

O confronto da vida real com a fantasia acontece porque colocamos em xeque muitos dos valores aprendidos durante uma vida inteira. Por não estar preparada a maioria acabam mais se machucando do que ficam satisfeitos com a realização dessas fantasias, pois se deparam com seus valores morais, com o sentimento da inveja e da cobiça, com o ciúme, o medo de perder, a sensação de ameaça, com o endividamento.

Viver a fantasia é um ato de liberdade, pois quando fantasiamos algo não significa que faremos aquilo de fato, só nós e mais ninguém tem o direito da decisão de fazê-la ou não. O bonito na fantasia é que ela nos permite a liberdade de experimentar além dos limites da realidade.

Se uma fantasia ou um sonho estimula você, viva-a (o), em seus devaneios, sonhe acordado.

Temos muitas dificuldades de falar de nossos sonhos, fantasias, principalmente as mulheres por que sofrem muito com a autocensura. Mas os homens mesmo com menos proibições culturais também tem seus medos porque precisam rever muitos dos conceitos enraizados em suas cabeças.

Os homens se preocupam mais com a beleza e características físicas seja do automóvel ou da parceira, enquanto as mulheres se ligam muito mais em atributos pessoais, como caráter, cultura, romantismo. Porém, o poder permeia a fantasia de ambos, como sedutor (a) ou seduzida (o).

Poder fantasiar, estimular sua imaginação e seus desejos pode ajudar a tornar a vida mais prazerosa, mesmo que jamais tenha condições de realizar essas fantasias, mas tenha certeza de que …

SONHAR É IMPORTANTE.

REALIZÁ-LO É FASCINANTE.

CONCRETIZÁ-LO É GRATIFICANTE.  Bernard Shaw

É hora de se repensar, é hora de mudar.

 

 

 

6 thoughts on “Fantasia, Sonho ou Realidade?

  1. Carmen

    Sonhar,realizar e concretizar tudo isso faz parte do VIVER.Por isso VIVO intensamente dentro das minhas possibilidades.

  2. Raquel

    Sr. Autor,
    Pode-me dizer o que acontece quando se vive uma fantasia, os sonhos acabam e só nos deparamos com a realidade?
    O que acontece quando a “Hora de Mudar” é imposta em nossas vidas por outrem??

  3. Raquel

    Preciso de seus textos!!!!
    Estou perdendo a coragem, os sonhos, os desejos, os amores, os amigos e a mim mesma de novo!!!
    Preciso de seus textos!!!

  4. Raquel

    Seu texto me fez chorar… e você sabe bem o porquê…
    Me sinto como a “Mylla” em seu comentário. Minha “bolha de sabão” estourou…nada pra fantasiar, pra sonhar…só a realidade para encarar!!

  5. Mylla

    Porque nossas fantasias são tão passageiras e quando nos damos conta mais sofremos com elas do que temos prazer. Tinha uma fantasia que persegui tanto que quando consegui foi como um bolha de sabão, estourou na mesma hora. Porque?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + 14 =