Hora de Mudar

Flechas do Amor

Flechas do Amor

 

foto: Folhas - José Eduardo Boaventura

foto: Folhas - José Eduardo Boaventura

 ♥

Quantas vezes ouvimos falar “foi atingido (a) pela flecha do Cupido”?  Muitas?

Eu penso que quando duas pessoas se encontram e trocam aquele olhar fulminante na realidade trocam entre si “flechas” de um poderoso e invisível veneno mágico que atinge em cheio a outra pessoa e a imobiliza.

Porque tem que ser aquela pessoa? Há tantas outras mais belas, mais inteligentes, mais ..mais…mais, mas depois que a “flecha” é lançada e o atinge, não tem mais jeito, só queremos aquela, contra tudo e contra todos; podemos até saber que vamos nos dar mal, vamos nos machucar, mas lá estamos nós vulneráveis, sem medo do perigo iminente, de peito aberto, prontos para sermos atingidos.

Claro que isso só pode ser o efeito desse estranho “veneno” e quando há a troca de “flechas envenenadas” produz-se a paixão.

E quando sua eleita (o) se acha um Shrek, mas, você a vê como uma Angeline Jolie (ou Brad Pitt) o que fazer para demovê-la (o) da idéia e fazê-la (o) provar o tal veneno.

Algumas pessoas durante a vida conseguem lançar esse veneno muitas vezes, mas outras usam só uma vez e morrem com um enorme suprimento guardado no frasquinho (coração). Precisamos entender que podemos reabastecer esse frasquinho quantas vezes quisermos, só precisamos estar preparados para pagar o preço de uma nova paixão.

Não podemos desistir nunca, devemos tentar sempre; uma das vantagens  é que cada nova relação enfeita a nossa vida de uma maneira diferente, nos leva para dentro do um mundo novo, enriquecendo o nosso.

Acredite no que digo: só devemos nos arrepender das coisas que não fizemos e queríamos fazer.

E EU NÃO ME ARREPENDO DE NADA!

 

 

3 thoughts on “Flechas do Amor

  1. Carmen

    Eu tb não me arrependo de nada,pelo ao contrário me arrependo do que eu não fiz.Nada é mais gratificante do que ter alegria no coração.

  2. Raquel

    E qual o preço a ser pago por uma paixão? Quando saberemos se estamos preparados ou não? O que fazer com o medo de machucar e ser machucado? COMO SE DESPRENDER DO MEDO DE AMAR? DO MEDO DE SER FELIZ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × quatro =