Hora de Mudar

Porque é inútil resistir às mudanças? Não seja do contra.

Porque é inútil resistir às mudanças? Não seja do contra.

MUDANÇA, MUDANÇA, MUDANÇA.

 

Como dizem os que trabalham comigo há certo tempo, com o Eduardo a única certeza que temos é que vai haver mudar.

 

Isso não significa que sou inconstante, inseguro ou volúvel.

 

Dizer que o mundo está em plena era das mudanças já virou um “lugar comum” do qual nenhum de nós consegue escapar. Temos todos que ficar espertos: há sempre alguma mudança por perto, e quem cochila pode “cair do cavalo”.

 

O mais difícil da mudança é a atitude de resistência a elas. Resistindo a elas não conseguimos enxergar com clareza o que de fato está acontecendo e acabamos criando várias idéias falsas.

 

Analise abaixo várias idéias falsas que se cria e o que de fato acontece nas situações de mudança.

 

·         Essa onda vai passar. É só uma questão de tempo vocês vão ver. Eu vou ficar quieto no meu canto e esperar que tudo acabe.

ü     Esqueça isso. Toda mudança é feita para ficar. O mais provável é que nada será como antes na empresa ou na sua vida. A poeira deve baixar, mas vai assentar de uma forma diferente da que você conhece e está acostumado (a).

 

·         Essa mudança vai atrapalhar minha carreira. É sempre assim, numa situação dessas todo mundo é prejudicado.

ü     Normalmente toda transformação se disfarça de problema. Só que os problemas muitas vezes na realidade significam novas oportunidades. Veja pelo lado bom e se oportunidade não estiver clara para você, procure-a. Se ela não estiver aparente, continue procurando. Se ainda assim não descobrir a oportunidade, mexa‑se e crie uma.

 

·         Veja quantos problemas isso prova que as mudanças são ruins para a empresa. Eles estão perdendo o controle. Estão destruindo a empresa.

ü     Toda mudança cria um mal estar e os problemas afloram, mas isso faz parte do processo. Mas quem disse que por isso a mudança é uma má idéia. Na realidade só prova que algo significativo está ocorrendo.

 

·         Se eu ficar irritado, bravo, isso me vai ajudar, pois me deixarão em paz. Essa eu não vou engolir… não sem brigar.

ü     Bobagem. É mais inteligente você controlar as emoções, pois aumenta seu domínio sobre a situação. Frustração ou ressentimento não trazem nenhum benefício. Se sua atitude for positiva, você leva créditos.

 

·         Trabalhamos há anos assim e sempre funcionou e ajudamos a empresa a crescer. Vou continuar fazendo o meu trabalho como sempre fiz.

ü     Preste atenção: se a empresa resolveu mudar, provavelmente você também terá de mudar. Examine os processos que você está envolvido, sua rotina e veja se não está fora do novo ritmo. Se você estiver fora, pode estar se metendo em confusão.

 

 

·         Os Diretores não contam toda a verdade. Sabem muito mais do que estão contando. Eles já planejaram todos os detalhes… só que não querem nos contar.

ü     A diretoria provavelmente esteja sendo tão transparente e honesta quanto à situação permite. Se você não for capaz de obter as respostas que deseja, talvez seja porque os diretores também não as conheçam.

 

·         Os Diretores são insensíveis e não se comunicam com a gente. Eles estão pouco se “lixando” conosco. A diretoria não se importa com a gente.

ü     Quem tem que tomar decisões duras não conseguir a todos. Mas Isso não significa que eles sejam insensíveis ou malvados. Tenho certeza que você fosse o responsável, enfrentaria o mesmo dilema.

 

·         Eu não tenho nada com isso. Não foram eles que inventaram essas mudanças, então, agora que façam elas funcionar. Não vou mover uma palha e ficar esperando para ver se conseguem mesmo colocá‑las em prática.

ü     Se você trabalha aqui, o plano de mudanças também é seu. Os Diretores são responsáveis por traçar a estratégia geral do jogo. O que se espera de todos é que cada execute as jogadas e faça com que dêem certo. Alguns vão jogar na defesa outros no ataque. Mas todos serão responsáveis pela vitorias e pela derrota.

 

·         O que posso fazer? Nada. Na minha posição, não há nada que eu possa fazer. Não fui eu quem inventou essas mudanças todas. Não sou em quem tem de fazer que elas darem certo.

ü     Das duas, uma: ou você faz parte da solução ou faz parte do problema. Não aja como se fosse incapaz. Procure chegar ao seu limite de sua efetividade pessoal.

 

·         Porque não perguntam para nós, se nos perguntassem, a gente poderia dizer o que é preciso fazer. Eles não tem a mínima idéia do que estão fazendo.  

ü     Engano seu. Geralmente os diretores têm uma boa idéia do que estão fazendo, mas não podem evitar todos os problemas e erros. Mudanças são assim mesmo. O pior erro seria ficar esperando até que tudo pudesse ser feito com perfeição. Pior do que fazer e acontecer algo errado é não fazer nada e deixar a empresa falir.

 

·         Acho que essas mudanças não eram realmente necessárias. Por que é que eles não conseguem deixar sossegado o que está indo bem?  Eu não entendo

ü     O necessário, agora, é fazer com que as mudanças funcionem. A empresa não precisa de “técnicos de segunda-feira”. Precisa de bons jogadores. Hoje todos estão alegres afinal o Corinthians ontem foi Campeão Paulista de 2009 e os “técnicos de segunda-feira” comentam de quem?  dos bons jogadores”. Seja um Ronaldo fenômeno.

 

 

3 thoughts on “Porque é inútil resistir às mudanças? Não seja do contra.

  1. SAULO ROBERTO LACERDA

    MUITO BOM SEUS COMENTARIOS E RELATOS, NA NOSSA VIDA,AS MUDANÇAS SÃO AS VEZES REPENTINAS OUTRAS VEZES DEMORADAS MAS SEMPRE Á UMA MUDANÇA, QUE NÃO ESTIVER PREPARADO PRA ACEITAR AS MUDANÇAS SEJA NO AMBITO PESSOAL, PROFISSIONAL OU ATE MESMO CULTURAL ESTÁ PERDIDO, POIS TEMOS QUE PREPARA PRA ESTA NOVIDADE, UM DIA ELA IRÁ CHEGAR.

  2. Fernanda

    Oi! Deu vontade de comentar o texto fazendo um paralelo com meu trabalho. É interessante como questões do trabalho e de crise nas empresas se relacionam com a forma que lidamos com isso internamente. Ou melhor, com a forma que nos posicionamos no mundo, na vida. Tem a ver com qualquer tipo de mudança.

    Assim, seu texto facilmente pode ser relacionado às mudanças pessoais, tão necessárias, pois a vida e as relações ‘exigem’ atualizações – como os programas de computador(!)…

    Afinal, quem jamais, ou quase nunca, admite ter construído seus insucessos, carrega consigo sentimentos de frustração, impotência e/ou injustiça. Frustração porque vê seus planos falharem. Impotência, pois como não se atribui culpa, sente-se incapaz de agir sobre o próprio destino. E injustiça, pois o sujeito não se considera merecedor do ínfortúnio, uma vez que, em sua opinião, ele não é o autor do mesmo.

    Por isso, sempre é preciso se perguntar: Qual a sua participação nisso? E a partir daí, se responsabilizar pelo que é seu… e se atualizar!!!

    😉

    POIS É, COMO SEMPRE DIGO: A VIDA PROFISSIONAL E A VIDA PESSOAL TEM SEMPRE UM GRANDE PARALELO. QUANDO CONSEGUIMOS QUE ELAS CAMINHEM NO MESMO SENTIDO, OU SEJA, QUE NÃO CONFLITEM (UM PROCEDIMENTO NO PESSOAL DIFERENTE DOS PROCEDIMENTOS PROFISSIONAIS) TUDO FICA MAIS FÁCIL.

  3. Marcelo Vadesilho

    O mais legal no texto é que, mesmo sendo uma pessoa que se adapta facilmente às mudanças e muitas vezes participa para a implantação destas, existe uma fácil identificação com as situações descritas.

    Seja por já ter ouvido alguma vez de colegas de trabalho ou até mesmo por já ter pensado desta forma, quando mais jovem, no início da carreira.

    Talvez o Ronaldo Fenômeno tenha alcançado o sucesso que conhecemos por saber se adaptar às limitações físicas que lhe foram colocadas pela vida.

    A própria definição de evolução (para a Biologia) passa pelo conceito de mudança: “Evolução é a mudança das características hereditárias de uma população de uma geração para outra.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 14 =