Hora de Mudar

Você está carente? Hora de Mudar

Você está carente? Hora de Mudar

Você está carente? Hora de Mudar

 

CARENCIA AFETIVAVamos falar de carência afetiva? 

Para isso temos que tentar entender porque a ausência total ou parcial de laços afetivos pode acabar gerando perturbações psíquicas entre as partes envolvidas.

Existem outras definições de carência nos dicionários  e entender os significados da palavra carência em outras áreas podem nos ajudar a entender melhor o que é porque ocorre a carência afetiva.

Você já pensou por que num Plano de Saúde tem carência?

Porque é o período de tempo em que o segurado deve esperar para usufruir dos seus benefícios. Um tempo de espera para podermos depois usufruir das vantagens do plano contratado.

Se olharmos na economia encontramos o termo carência como o período de tempo dado após a efetivação do empréstimo, que o separa do momento do primeiro pagamento, novamente um momento de espera.

Para um advogado, carência é o período de tempo que deve ser respeitado, após a efetivação de um negócio.

No INSS, carência é o tempo mínimo de contribuição que o trabalhador precisa comprovar que contribuiu para ter direito a um benefício previdenciário.

Que tal pegarmos então as várias definições de carência e transportar para nossa carência afetiva?

É isso mesmo, temos que esperar um tempo para podermos usufruir dos benefícios de uma nova relação que está para chegar, dar um período de carência para termos um novo amor. Vamos respeitar o tempo entre uma separação e uma nova relação como um período necessário para estarmos prontos para recomeçar, um período de carência. Sabendo disso quem sabe poderemos atenuar nossas dores de uma separação.

A carência é muito mais presente nas mulheres (até o termo é feminino), e também existem muitos homens que a sentem, porém de uma forma diferente, mas trataremos deles em outra ocasião.

Mulher tem carência por falta de carinho, de envolvimento, de comprometimento, de proteção e de amor.

Ultimamente as mulheres estão muito mais carentes, suspirando pelos cantos tristes e amuadas resmungando: “atualmente ninguém quer nada sério”, “quero que ele (a) volte”, “o que fiz de errado novamente” e “eu não quero ficar sozinha”.

Carência hoje em dia é uma epidemia fora do controle, pois é só começar a conversar durante um happy hour, que o assunto logo vem à tona e vai passando de uma pessoa para outra, todas com os mesmos sintomas.

E tudo acontece rapidamente e basta uma simples conversa:

– E aí, tudo bem?

– Sim e você?

– Não… estou mal

Uma grande armadilha se forma. Ouvindo a amiga carente sua fértil mente começa a viajar em fatos similares da sua própria vida e logo as duas estarão unidas no sofrimento, uma reforçando a carência da outra.

Comentam como é difícil ficar procurando e não achar aquela pessoa especial que vai mudar sua vida. Impaciente, carente, o tempo parece demorar tanto que acha que nunca vai acontecer e lastima se condenando porque perdeu a grande oportunidade da sua vida quando acabou levando um fora de seu ultimo parceiro (a), esquecendo-se que está apenas vivendo um período de carência entre um amor e outro.

Nesse período é preciso parar de ouvir músicas depressivas ou ler sobre amores heroicos onde tudo dá certo no final, parar de chorar compulsivamente assistindo filmes românticos um atrás do outro.

Pare de ligar ou ficar mandando mensagens pelo celular ou pelo Facebook para as amigas fazendo cobranças e ou falando coisas desconexas:

A- Ai amiga, estou arrasada

B- O que aconteceu? Aconteceu algo grave?

A- Eu mando mensagem e ele(a) não me responde

B- Mas ele(s) ficou de ligar?

A- Eu pedi para ele(a) me ligar e estive esperando e nada

B- Vai ver que ele(a)  está trabalhando ou ocupado

A- Mas ele (a) sempre ligava, será que ele(a) já arrumou alguém?

B- Calma

A- Sim é isso, você tem razão. Não quero mais saber, ele(a) não presta, onde já se viu não me responder.

B- Mas vocês não romperam e você disse ontem que não queria mais nada?

A- Sim disse, mas bem que ele podia me ligar?

B- Sei.

Essa conversa não tem fim e se repete inúmeras vezes. A amiga A alterna momentos de querer com momentos de desprezo.

CHOCOLATEComo atenuar tudo isso?  Vamos pare de comer chocolate, de comprar tudo que ver pela frente, sair agarrando qualquer um (a) na noite, pois lembre-se  nada é de “graça”, tudo tem seu preço e todas estas ações terão graves consequências.

Tudo isso não vai resolver sua carência afetiva. O que resolve mesmo, não importando qual seja o motivo da sua carência, é se olhar no espelho e dizer:

“Sim eu estou carente, mas isso não vai me abalar, é apenas um período, vou dar a volta por cima e ficar bem!”.

Afinal carência no amor é o período de espera para um novo amor que está para chegar. É HORA DE MUDAR.

One thought on “Você está carente? Hora de Mudar

  1. Lan

    Olá meu amigo de tantos anos. Concordo com tudo q vc escreveu e acrescento que essa carência pela vacância de amores passa. Muitas vezes passa mesmo antes da chegada do novo amor, pois reconhecemos o mais antigo amor da nossa vida: NÓS MESMAS (já q a menção principal foi à carência feminina).
    Essa passagem é boa, mas nos deixa mais resistentes a novas paixões, mais seletivas, diria até que “mais inteligentes”, rsrs.

    Mas também acrescento que a carência “pior” é aquela sentida durante a relação amorosa. Lembro que uma vez fui ao endocrinologista, pois queria emagrecer, me sentia gorda e sem atrativos. Isso faz uns 15 anos, e eu era bem melhor do que sou hoje “esteticamente”. Ele me deu uma resposta que mudou meu dia e me fez pensar bastante: Você não tem quilos a mais, mas sim elogios de menos”.

    Quando se está carente e envolvida em uma relação amorosa, qualquer afago externo balança a roseira. Aí, começam os “auto elogios”:
    – sou uma vagabunda
    – sou infiel
    – sou pecadora
    – se ele descobrir nunca mais vai me querer

    Esse seria o momento de pensar:
    – sou bonita e atraente e esse cara q dorme comigo todos os dias deve estar cego
    – quais as vantagens e desvantagens da separação?
    – se as vantagens são maiores, vamos em frente
    – se desvantagens são maiores, venha, meu amante querido, me fazer ainda mais linda!

    Mas tudo isso é tão difícil. As barreiras morais são o combustível da carência.

    Uau! acho q que já senti todos os tipos de carência, kkk. Mas ainda deve ter mais pra sentir.

    beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 2 =