Hora de Mudar

Como esquecer um amor?

Como esquecer um amor?

Como esquecer um amor?

Como esquecer um amor?

Como esquecer um amor?

Não é nada fácil superar o fim de um relacionamento, principalmente quando a decisão do término não partiu de você.

Parece que quanto mais você quer esquecer, mais momentos especiais vividos a dois nos vêm à cabeça. Isso acontece porque na maioria das vezes nesse momento tomamos atitudes equivocadas.

Nesta hora temos que olhar para dentro de nós, nos conhecermos melhor, ver todos os nossos defeitos e qualidades, ver o que gostamos e o que não gostamos e nos valorizar.

Comece curando as feridas sozinha (o) refletindo sobre tudo que levou ao fim do relacionamento. Só pense num novo amor quando o fim do relacionamento tenha realmente sido superado, para que possa se entregar totalmente.

Começar novas atividades, investir em suas amizades e cuidar mais de si pode contribuir para acelerar essa superação.

Certamente se você é daquelas pessoas que não consegue ficar sozinha, vai ter muita dificuldade para se ocupar com outras coisas, mas se apoiar e jogar nas costas de um novo amor as responsabilidades de ser feliz só vai deixar a nova relação muito pesada.

Ver os planos, projetos se desmancharem como um baralho de cartas empilhadas, criam frustrações e raiva e isso distorce os acontecimentos. Para chamar atenção vai assumir o papel de vítima transformando o outro em vilão ou apenas por comodismo.

Não é bom não se culpar muito e nem assumir toda responsabilidade do fim do relacionamento, afinal todo relacionamento é construído por duas pessoas, com seus defeitos e qualidades.

Jogar a responsabilidade toda para o outro também é ruim. O certo é tomarmos ciência dos próprios problemas e da parcela de culpa no fim do relacionamento para esquecer o passado.

Não procure notícias do “ex” através de amigos comuns ou nas redes sociais isso só paralisa a própria vida. Você não está mais no controle dele e bisbilhotar a rotina alheia só vai te fazer mal, e vai colocar sua vida em compasso de espera. Como esquecer se age como se ainda tivesse algo com o outro?

Também fazer de conta que não está se importando com tudo que aconteceu, quando internamente você está em cacos, não vai ajudar em nada. Mesmo que alguns acreditem em você, o seu sofrimento só vai aumentar.

Conversar sobre o assunto e desabafar com pessoas próximas ajudam a esquecer. Ficar se lamentando ou lembrando-se das coisas boas que perdeu, curtindo a tristeza sozinha, não vai ajudar e o melhor é rever o que não era bom na relação e pensar friamente quais os motivos que levou ao fim o relacionamento.

Entender claramente o que provocou a separação tem que ser bem entendido e servir como lição para os relacionamentos futuros e aceitar que o fim foi mesmo a melhor alternativa.

Se todo mundo mandar você se distrair, mudar o guarda roupa ou a cor do cabelo lembre-se que nem sempre são boas soluções. Só faça algo se estiver a fim realmente de investir em coisas novas, pois todo fim de um relacionamento tem um pequeno período de luto e a saída do luto tem que ser devagar.

Corte totalmente o contato com a pessoa, tornando ela menos presente na sua vida. Se houver filho tente fazer tudo sem ser diretamente com a pessoa.

Quanto maior for o afastamento, mais fácil superar a separação. Não ouvir a voz, deixar de ver, ou deixar de trocar mensagens na net vai fazendo com que a lembrança vá se apagando.

Deixe a vida evoluir, não busque notícias, deixe de julgar novas companhias e muito menos provoque encontros casuais e o relacionamento que terminou vai aos poucos saindo dos seus pensamentos.

“Onde acaba o amor têm início o poder, a violência e o terror”.

 Frase de Carl Gustav Jung (Kesswil, 26 de julho de 1875 — Küsnacht, 6 de junho de 1961) foi um psiquiatra suíço e fundador da psicologia analítica, também conhecida como psicologia junguiana.

 

6 thoughts on “Como esquecer um amor?

  1. Marco Brutus

    Eu tive um amor recentemente desfeito, foi algo incrivelmente forte para ambos, mas a diferença de idade é Brutal, ela incríveis 18 eu um homem de 33.

    Ela sinalizava de que jamais seria aceito por sua mãe e sua tia, sua grande mentora, a aconselhava em desistir dessa relação.

    Foi bem o que aconteceu, ela com lágrimas nos olhos eu com o coração destruído e sofrido. Ainda penso nela com todo coração, porém já superei a ideia de que não adianta lutar e analiso com mais calma a situação, com certeza é mais difícil para ela que para mim, pois tenho minha liberdade financeira, meu círculo social, e ela está ainda no início de tudo.

    A resolução de cortar relação foi dela, bloqueou o Wats, me deletou e bloqueou o Face, isso foi o tiro de misericórdia em nossa relação.

    Dói como nunca sofri, pois vi uma flor desabrochar em uma mulher em meus braços, eu um homem feito apaixonado como um menino, querendo tornar aquele botão de rosa em minha rainha, a Rainha de minha vida… Mas como poderia dar certo? hoje vejo que seria impossível.

  2. Cinthia

    Bom, até hj ainda não conseguir esquecer meu ex marido, tivemos uma relação de 8 anos, estamos separados um ano e ainda não consegui esquecê-lo… me dói muito quando penso que ele tem outra pessoa, até hoje não consigo ficar com nínguém, para amenizar mais a dor e as lembranças,mudei o visual e voltei a estudar e é o que tem me ajudado bastante, mas infelizmente ainda resta lembranças…. espero poder me curar logo logo….

  3. Vera

    … eu me pergunto, por que o fim de um relacionamento tem que ser tão trágico? Por que as pessoas não têm maturidade suficiente para aceitar o final? É absurdo que sentimentos tão nobres como o amor e a admiração, presentes no início de um relacionamento deêm lugar a sentimentos tão medíocres como o ódio e a mágoa. Sofrer por um período é natural, recordar situações e sensações também é bom, desde que isso não se torne uma constante. O importante é que após “chorar seus mortos” haja a vontade de querer de novo, porque estar apaixonado e/ou amando, é a melhor coisa da vida. É renovador… é inspirador…

  4. Aleksandra

    No final do mês passado eu duvidava da minha capacidade de esquecer um amor, mas aprendi com o fim de uma relação que eu pensava ser perfeita, que é fundamental deixar a culpa e a autopunição de lado e recuperar a autoestima que o outro fez questão de destruir. Não é uma tarefa fácil, mas é sim, totalmente possível. Muitos romances começam no céu da paixão (como nos contos de fadas) e terminam no inferno dos atritos. Hoje passo a olhar para o fim da minha última relação não mais com emoção e lágrimas e sim de forma inteligente, pois é assim que consigo enxergar o que realmente foi e o por que acabou em tão pouco tempo. Tenho aprendido a cada dia, que uma relação só é saudável quando não há medo de ser contrariado ou frustrado, pois não existe a necessidade neurótica de estar sempre certo e querer mudar o outro colocando-o para baixo e o desvalorizando. Numa relação saudável, o parceiro conseguirá ser amável até para apontar os seus erros.
    O mais importante é nunca desistir e se reconstruir.
    Enquanto meu amor não chega, simplesmente sigo com a certeza de que a vida se encarregará de marcar nosso encontro.
    Sou encantada com os seus textos. Só uma pessoa com relações saudáveis é capaz de se se expressar assim. Não fique tanto tempo sem escrever.

  5. Danielle

    Realmente é muito difícil superar um fim, porém não impossível. Só não conseguimos nos libertar quando ficamos presos a lembranças e em como poderia ter sido. Se terminou é porque não tinha que ser. Há um ano passei por um fim bastante dolorido, mas superei e hoje consigo ver claramente que jamais seriamos felizes juntos. Vi coisas que antes não conseguia enxergar. Diria que nada melhor do que o tempo e acho que esse texto descreve bem os fatos. Mude o foco, mude de atitude e preencha seu tempo com coisas que realmente vale à pena.

  6. Aleksandra

    Como conseguir pensar em esquecer alguém que é o único capaz de te fazer sentir o que é o amor?
    Como se consegue por um fim nesta relação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 9 =