Hora de Mudar

Se encontrar, se encaixar

Se encontrar, se encaixar

butterfly puzzle

Ela tinha só dois anos quando ganhou de presente seu primeiro quebra cabeça. Aprendeu a brincar de montar a vaquinha, o urso, o elefante. As cores fortes chamavam a sua atenção e variavam, mas eram chapadas fáceis de encaixarem. Assim foi gostando cada vez mais de brincar de montar os quebra cabeça. Diziam que era bom para o desenvolvimento motor, para desenvolvimento do raciocínio.

Assim a cada aniversário, dias da criança, natal ganhava um novo quebra cabeça.  Ficava fascinada com o encaixe perfeito das peças e o fato de ver aquele monte de peças aparentemente deformadas e sem sentido se tornarem juntas em algo tão bonito. Às vezes ela não conseguia entender, mas tinha dentro de si a certeza que por mais que tudo estivesse desorganizado, uma hora tudo faria sentido e se transformaria num belo quadro.

Ficava brava quando alguém esbarrava e estragava o que já tinha conseguido montar e começou a se tornar viciada no inebriante sabor do controle. Mas até então, ele era apenas criança e sabia pouco. Conseguia perfeitamente se impor a outras crianças, mas não conseguia participar das conversas dos adultos.

Com o passar do tempo os quebra-cabeças foram aumentando os números de peças e os desenhos foram ficando cada vez mais complexos. Mal acabava um, já era hora de montar outro.

E, por crescer vendo que tudo se encaixava com o tempo, passou a achar que o mundo era um enorme quebra-cabeça. E que, mais cedo ou mais tarde, ela haveria de achar onde se encaixar. Pouco mais tarde, perceberia que mais importante que a onde, era em quem e como o que se encaixar. E quebrou a cabeça para encontrar a tal da peça de encaixe, mas não conseguia.

Pensava, pensava e não conseguia encontrar as peças para se encaixarem no desenho que queria ver. Encontrar essa peça não é tão difícil. As alternativas são muitas e variadas e os pontos de possível convergência são diversos.

Mas aí entra a questão do encaixe perfeito. Quando montava um quebra-cabeça, tentava vez ou outra encaixar peças que pareciam ser corretas, mas que não eram de encaixe perfeito. Uma aresta era mais arredondada ou o desenho não fazia sentido. Não adiantava apenas encaixar, tinha que fazer sentido para quem vê de cima, de longe. Conseguia ver e rapidamente colocava de lado a peça a espera de conseguir outra que encaixasse. Sabia perfeitamente como agir, o que fazer, mas vida real não, por quê?

Até que um dia percebeu que na vida as peças não são como as dos quebra-cabeças que não mudam. Na vida real, as peças mudam o encaixe e até ocultam o desenho sobre si. Além disso, não se consegue ver a peça inteira logo de cara. É preciso tempo para conhecer os lados, ver o desenho e perceber se há ou não o encaixe.

Há de se lidar com a realidade de que podemos não ver o desenho completo, de não achar a tal da peça de encaixe perfeito e, pior ainda, de já ter se relacionado com a peça e por não aceitar que haveria mudança ou por não ter se empenhado em descobrir mais sobre ela, vê-la encaixada com outra. Começou então a aprender que não podia abrir mão da chance de conhecer as peças que lhe pareciam encaixáveis.

 Não se conformava, pois não há nada mais frustrante que um quebra-cabeça incompleto. E ela passou a torcer, fazer figa com todos os dedos, orar para todos os santos pedindo que a sua peça não tenha ainda se encaixado. E pedia também que, mesmo sem entender, uma hora tudo se organizasse e fizesse sentido.

Pois é, só assim ela descobriu que quando começamos a montar nosso quebra-cabeça e damos pela falta de uma peça e ainda assim, continuamos encaixando outras despreocupadamente, imaginando que ela está por aí, perdida em algum lugar e logo irá aparecer, no mínimo estamos sofrendo e perdendo tempo. Infelizmente só vamos perceber o quanto, ainda que minimamente, uma pecinha faz toda a diferença para ficarmos completos quando completamos a maior parte do quebra-cabeça,

E, o pior de tudo é saber que já a vimos, que ela existe e que não a conseguimos encontrar porque não nos demos à chance de conhecê-la melhor.

6 thoughts on “Se encontrar, se encaixar

  1. elaine

    Somos peças insubstituiveis de alguns quebra cabeças.
    Muitas vezes desprezamos “pequenas peças” dos nossos quebra cabeças por julgarmos desnessárias, por teimosia, por orgulho…
    Tudo e todos são insubstituiveis.
    Assim fica mais perto de ser completo.

  2. Carmen

    Li,reli e adorei.Realmente as vezes a gente fica esperando a “bendita peça´´ para tudo se encaixar perfeitamente e perdemos momentos preciosos de nossas vidas.

  3. Patty

    Nem sempre o parece é. Penso que essa é uma das mensagens desse texto. A outra que devemos nos dar sempre a chance de conhecer melhor nossa peça. Também quero. bjs

  4. Sonia

    Resolvi escrever esse comentário depois que li o comentário de Raquel. Também me senti a própria garotinha de 2 anos e que quando cresceu fica esperando que as peças se encaixe e assim como a Ana Maria quero encontrar minha peça para completar o quebra cabeça. Sr. autor sabe o que posso encontrar tal peça? acho que está em falta na praça …rs

  5. Ana Maria

    O texto realmente nos faz pensar. Porque temos essa mania de ficar esperando que tudo se resolva sozinho? Quero montar meu quebra-cabeça …. snifff

  6. Raquel

    “Se você obedecer a todas as regras, vai perder toda a diversão”…porque nossos pais não nos dizem isso quando estão nos ensinando a brincar?? Quando estamos tentando encaixar tudo para mostrar a eles que aprendemos bem e receber assim o seu amor?? Nomes, formas, regras, rótulos…tudo se aprende!! AGORA PRECISO APRENDER A VIVER!!!

    Mais uma vez gostaria de parabenizar o autor por seus textos tão bem elaborados, que parecem ter sido escritos sob encomenda de quem os lê. Admiravél sensibilidade, Sr. Autor!! Um privilégio poder contar com seus textos, imagine só conviver com tal pessoa! Sortudos os que podem e fazem!!! Feliz os que se dão a chance de conhecê-lo melhor!!
    QUE DEUS LHE ABENÇOE SEMPRE !!!

    ps: Ahhhh me esqueci: ADOREI A FIGURA, perfeita para a mensagem subliminar!!! ( VOAR!!!)kkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 6 =