Hora de Mudar

Traição

Traição

Traição

Mulheres e homens traem por motivos diferentes.

Você encontra ligações em horas “estranhas” ou mensagens no celular do seu namorado, era o que você precisava para confirmar a traição.

Por que ele me traiu? Essa é a primeira coisa que te vem na cabeça, mas antes que tente entender o motivo é preciso você saber diferenciar sexo de amor e saber que homens e mulheres traem por motivos diferentes.

Amor e sexo são sentimentos diferentes.

O amor para existir precisa de no mínimo duas pessoas, precisa de troca de sentimento. Já o sexo é algo pessoal, solitário. Quando sentimos prazer, só nós sentimos.

Homens e mulheres traem por razões distintas. Os homens têm mais libido e traem por desejo sexual. As mulheres
traem por razões emocionais. É tudo uma questão de hormônios. Os homens possuem desejo visual e se excitam vendo seu objeto de desejo, a mulher não. Mulher quer ser desejada, por isso se cuidam mais, tudo para se sobressaírem e serem notadas.

Fidelidade sexual é diferente de fidelidade emocional. Por isso, segundo estatísticas, 90% das mulheres se declaram fiéis aos seus parceiros enquanto somente 60% dos homens se declaram fiéis as suas parceiras.

Diz ainda, que as razões de infidelidade masculina são razões ligadas a sexualidade principalmente o efeito novidade (disparado) e o prazer da conquista (olha aí nossos instintos primitivos novamente) e um pequeno percentual por carência física.

Muitos traem sem sentir culpa ou remorso e fazem sem pensar muito, estão mais preocupados com seu próprio prazer e neste caso é mais a infidelidade sexual.

Já as mulheres traem em primeiríssimo lugar por motivos ligados ao relacionamento (falta de afeto, carinho, atenção,
rotina), pelo desejo da vingança de ter sido traída, depois vem ter um parceiro novo, carência física e por último o prazer da conquista.

Mas têm outras que mesmo antes de trair já se arrependem. Normalmente estas só se envolvem quando a questão
sentimental também está em jogo. Aqui temos a infidelidade emocional.

Depois de descoberta a traição vem o dilema perdoar ou não?

Recuperar a confiança é muito complicado e depende de uma autocrítica também de quem foi traído, é preciso que o traído também assuma sua parcela de responsabilidade.

Quando a pessoa traída é a mulher ela precisa analisar sua postura dentro do relacionamento. Será que não exagerou em querer ser a “mãezona” e se esqueceu ou deixou de lado o seu papel de companheira?

Uma reavaliação do relacionamento depois de uma traição dependendo das escolhas e atitudes de cada um, a
reconciliação pode tornar a relação ainda melhor e mais forte.

Um erro da mulher é tentar ficar no relacionamento a qualquer custo, fingindo que está tudo bem, quando, na
verdade, está cheia de mágoas e ressentimentos, o que diminui seu desejo sexual e sua lubrificação. Com isso ela passa a ter dificuldades de atingir o prazer e o casal se distancia porque perdem a intimidade emocional e sexual.

E o homem? Se o relacionamento não vai bem ele acha mais fácil arrumar uma terceira pessoa para quem canaliza
apenas sua sexualidade. Assim, é mais fácil (teoricamente) enfrentar as dificuldades e reorganizar o relacionamento. Lembremos que o inverso também é verdadeiro.

Mas, existe algo positivo na traição.

A mulher cresce como ser humano e fica dotada de uma força maior, que a ensina a cuidar dela mesma, investir no seu ganho financeiro, nas suas perspectivas pessoais, assim como em suas escolhas masculinas. Essa mulher aprenderá a dar valor a ela própria e seu saldo será positivo.

O homem também pode amadurecer repensar, criar valores e os dois juntos, agora mais maduros, escolherem manter o relacionamento, com um novo estilo de vida e com maiores chances de trocas e companheirismo. Para isso a mulher tem que trabalhar o perdão a si próprio, pois geralmente sente-se culpada pela traição masculina, e também o perdão ao companheiro.

A mulher com sua auto-estima em baixa (ela se sente perdedora) ao retomar ao relacionamento sentem uma diminuição de desejo, e muitas vezes não consegue mais ter prazer, mas é preciso ficar claro que a responsabilidade da traição é de quem trai, pois ninguém tem como vigiar o outro 24 horas por dia. Ou seja, cada um é responsável pelos seus atos e sabe que tudo na vida tem suas conseqüências.

A traição traz consigo a quebra do relacionamento familiar, um possível encontro consigo mesmo, e uma desestruturação da psique feminina, assim como ódio, depressão e desconfiança e mesmo as mais forte perante a dor da traição vão precisar de ajuda para superá-la, para que esse processo de recuperação seja o mais rápido possível.

É sempre difícil passar por uma rejeição ou rompimento de uma relação amorosa e quem já passou por isso sabe
bem descrever o que sentiu no fundo do seu coração despedaçado. O pior de tudo que ela provoca uma profunda perturbação psicológica e biológica em nosso corpo.

No estabelecimento de um vínculo entre duas pessoas, seja ele amoroso ou não, a intimidade, a cumplicidade e a
confiança vão formando expectativas e emoções que o rompimento e a rejeição criam um processo de perda e ruptura, a morte de projetos e tudo acaba num “estresse”.

Com a dor e angústia gerada pelo rompimento entramos numa fase de abstinência amorosa, nos afastando de todos
com medo de novamente vir sofrer. Evitamos para não sofrer e aí sofremos por que não temos um novo amor.

Estranho?

Sim, e a melhor receita encontrada até hoje para curar um coração partido a superar a dor é se distanciar do ex-parceiro, esquecer o processo natural da perda, olhar em volta e descobrir que a vida continua que está tudo igual e que nada melhor que um novo amor para “curar” o passado.

Nunca desista de encontrar seu verdadeiro amor, sua tampa da panela, sua metade da laranja, seu chinelo velho, etc.. . .

 

 

 

 

 

2 thoughts on “Traição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × quatro =